sábado, 25 de maio de 2013

Não importa...

"Não faz mal se nos atrapalhamos nas páginas já viradas, se nos faltou inspiração e criatividade em tantos parágrafos, se escrevemos tantas coisas que, relendo, agora, parecem não ter sentido. O bacana da vida é essa oportunidade preciosa, reinaugurada a cada instante, de recomeçar exatamente do lugar onde estamos.”

Ana Jácomo



terça-feira, 7 de maio de 2013

A vida é bela!




Senti como se eu fosse um E.T. quando disseram que vivo em outro planeta. rs. São bares, festas, bebidas, sorrisos, frases feitas e muito, mais muito drama. 

Não discordo de nada disso, uma parte da minha vida é assim mesmo. Mas isso é ser de outro planeta? Muitas pessoas levam essa vida e é gostoso viver e contar as nossas histórias... 

Não quero aceitar o fato de parecer viver em outro planeta. Sou terráquea da gema, trabalho e quero me divertir! Quero amar, brindar, sorrir, dançar, cortar a mão e não perceber a dor. Quero viver apenas! 

Me deixou confusa a quantidade de informações que eu jogo para as pessoas na ingenuidade. Pensamentos, fotos, frases, textos, músicas... Sou um mix de informações flutuantes.

Imagina só eu tentando esconder quem sou? Impossível! Gosto de olhar e lembrar cada momento da minha amada vida. Acho lindo poder ser como é... 

Mas aí tem o trabalho, tem os romances, tem a família. Todo mundo olhando sua vida passar e talvez pensando: "A vida dessa mulher é uma festa, não dá para acompanhar!" Na minha verdade tudo é relativo quando falamos sobre quem somos.

Eu nunca quis ser perfeita. Quero alguém que não se assuste quando eu encher meu peito de sentimentos. Alguém que diga que ama o meu jeito que não posso controlar...

 Se eu sou assim "exposta" como um livro na livraria, alguém um dia vai comprá-lo, vai ler essa emocionante história e vai ficar feliz sabendo que ser "normal" não é para nós.